Perda de memória: Causas e tratamentos

Category: Notícias Post Date: 11 de outubro de 2018

Perda de memória: Causas e tratamentos

A perda de memória pode estar relacionada a uma série de fatores. Em adolescentes e adultos, ela pode ser prevenida e reversível, já na terceira idade, ela pode estar relacionada ao Alzheimer, que não tem cura. Entre as principais condições que podem levar a perda de memória, estão:

 

Estresse e ansiedade

Um dos sintomas mais comuns entre as pessoas que convivem com a ansiedade e com o estresse é a perda de memória. Esse problema pode ser tratado com terapia ou atividades como meditação, yoga, e exercícios físicos. Na ansiedade, caso o quadro de seja mais grave, é importante realizar o tratamento com um psiquiatra, que pode receitar ansiolíticos para tratar o transtorno corretamente.

 

Depressão

A depressão e outras doenças psiquiátricas, podem causar déficit de atenção e alterações na área do cérebro responsável pela memória. A terapia e antidepressivos receitados pelo psiquiatra, são os tratamentos que podem amenizar esse sintoma.

 

Hipotireoidismo

Quando o hipotireoidismo não é tratado adequadamente, causa lentidão no metabolismo, prejudicando o funcionamento cerebral.

Geralmente, outros sintomas são identificados com a perda de memória, como o sono excessivo, pele seca, unhas e cabelos quebradiços, depressão, dificuldades de concentração e cansaço intenso. Para tratar o problema, é necessário se consultar com um clínico geral ou endocrinologista, que receitará medicamentos específicos para cada quadro.

 

Falta de vitamina B12

Quando não há ingestão de vitamina B12, a memória é muito prejudicada, assim como o raciocínio e o funcionamento cerebral. A falta dessa vitamina, está ligada principalmente aos veganos e vegetarianos, que não ingerem carne (principal fonte de vitamina B12), pessoas que sofrem com desnutrição e alcoólatras.

Para evitar esse problema, é importante ter uma dieta equilibrada e, se necessário, ingestão de suplementos nutricionais.

 

Uso de drogas

Como o álcool e as drogas têm efeitos tóxicos nos neurônios, a perda de memória é inevitável. Parar de consumir drogas e moderar nas bebidas alcoólicas, são hábitos necessários para manter a boa memória e, principalmente, a saúde e qualidade de vida.

 

Hábito de dormir pouco

O tempo de sono recomendado é de 8 horas diárias. Quando se dorme menos que isso, o cérebro não descansa o suficiente, causando perda de raciocínio e perda de foco. Hábitos simples podem resolver esse problema, como: evitar o consumo de café a noite, definir horários para deitar, evitar uso de celular na cama, entre outros. Para casos crônicos de insônia, é importante se consultar com um médico para receber o tratamento correto.

 

O Ômega 3 é um nutriente que ajuda muito na memória e concentração. Ele pode ser encontrado em peixes de água salgada, sementes e no abacate. Uma dieta equilibrada é fundamental para prevenir a perda de memória.